Concreto Armado

Tubos de concreto armado: Principais cuidados na utilização

A utilização de tubos de concreto armado em obras de drenagem pluvial e esgotamento sanitário merece cuidados especiais. Quando utilizados de forma inadequada podem ter consequências desastrosas e um considerável custo financeiro.

Os tubos de concreto armado são encontrados com facilidade no mercado nacional. São peças pré-fabricadas com diâmetros que podem variar de 20 centímetros a 2 metros.

Outra característica importante são os tipos de conexões, que podem ser do tipo macho-fêmea ou ponta-bolsa. É obrigatório a utilização de juntas elásticas em tubos de concreto que são destinados ao esgotamento sanitário, além disto, estes tubos necessitam ter comprimento mínimo de 2 metros.

A norma reguladora para fabricação dos tubos é a NBR 8890:2008 – Tubos de concreto de seção circular para águas pluviais e esgotos sanitários.

Tipos de tubos de concreto armado

Os tubos de concreto são dimensionados com referência na vasão máxima, tipo de fluido conduzido e resistência mecânica requerida.

Os tubos possuem nomenclatura específica conforme sua utilização e resistência mecânica. Veja abaixo.

Tubos para água pluvial:

  • Com armação: PA1, PA2, PA3 e PA4;
  • Ser armação: PS1 e PS2.

Tubos para esgotamento sanitário:

  • Com armação: EA1, EA2, EA3 e EA4;
  • Sem armação: ES.

Quanto maior a classificação do tubo, maior é sua resistência mecânica.

Cuidados na utilização

1 – Projeto e estudos preliminares:

dicas de tubo de concreto armadoO primeiro cuidado para ter sucesso com a utilização dos tubos de concreto armado é a elaboração de estudos preliminares e um projeto adequado.

Executar instalações de drenagem pluvial ou esgotamento sanitário sem um estudo rigoroso de cada situação pode ter dois tipos de consequência: um superdimensionamento das instalações e desperdício do seu dinheiro ou a utilização de diâmetros inferiores ao necessário, que gerará problemas futuros com a manutenção da rede e vazamentos.

Por isso, para ter sucesso na utilização dos tubos o primeiro passo é o desenvolvimento de um projeto adequado, com base em um estudo das vazões de projeto e declividades reais do terreno.

2 – Escolha do tipo de tubo correto:

Outro ponto importante é a escolha do tipo de tubo. O tubo deve ser escolhido considerando a carga mecânica ao qual será submetido.

Desconsiderar a carga mecânica pode levar a problemas futuros com toda a rede de drenagem ou esgotamento.

Em alguns ambientes este cuidado é ainda mais necessário, como em rodovias ou indústrias, visto o trânsito constante de máquinas pesadas.

3 – Controle de qualidade dos tubos:

O construtor deverá realizar os ensaios conforme norma específica para os tubos de concreto armado, para verificar e garantir um com controle de qualidade dos materiais utilizados.

Os ensaios necessários são:

  • Aferição das dimensões das peças;
  • Determinação da resistência à compressão diametral;
  • Determinação do índice de absorção de água;
  • Verificação da estanqueidade da junta elástica.

Mesmo com o rigoroso controle de qualidade nas indústrias hoje em dia, ainda sim é indicado a realização dos ensaios por parte do construtor.

4 – Escavação das valas:

As valas deverão ser escavadas com dimensões adequadas aos tubos a serem instalados. Durante a escavação o construtor deverá avaliar a necessidade de escoramento das valas.

A largura das valas deve permitir o perfeito trabalho durante a instalação dos tubos, como selagem de juntas e compactação durante reaterro.

As valas devem ser escavadas sempre de jusante para montante e com constante acompanhamento da equipe de topografia.

5 – Assentamento dos tubos de concreto armado:

Os tubos de concreto devem ser assentados de jusante para montante. Na maioria dos casos são posicionados ao longo da borda das valas para facilitar o manuseio das mesmas.

Os tubos devem ser assentados sobre berço de concreto e o seu posicionamento deve ser verificado por equipe de topografia.

6 – Reaterro:

O reaterro é parte importante não só para a tubulação, mas também para o pavimento acima da tubulação de drenagem, visto a possibilidade de adensamento do solo quando a compactação é inadequada.

Para um bom reaterro o solo deve ser compactado em camadas com no máximo de 30 centímetros. Para a compactação devem ser adotados equipamentos mecânicos e o solo deve estar com umidade adequada para a compactação.

Finalizando

A utilização dos tubos de concreto armado é essencial para as obras correntes de engenharia. Uma boa drenagem pluvial e um bom esgotamento sanitário dependem da boa utilização destes materiais.

Como você viu neste artigo uma boa utilização dos tubos depende de bons projetos e de uma boa execução, na ausência de um destes é muito provável a ocorrência de problemas futuros em qualquer obra.

Além destes dois fatores é importante adquirir os tubos de empresas de confiança, que fabricam os elementos em concordância com as normas técnicas e possuem rigoroso controle de qualidade em todo o processo de fabricação.

Caso queira contribuir com o conteúdo ou tirar alguma dúvida é só deixar nos comentários.

Compartilhe este artigo com seus amigos, você pode ajudar outras pessoas, é só clicar na rede social de sua preferência.

Boa sorte em sua obra.

Esse artigo foi útil para você?

Clique nas estrelas abaixo para avaliar!

Avaliação Média / 5. Total de votos:

Como você gostou deste artigo...

Siga-nos nas Redes Sociais!

mm

Eduardo Daldegan é formado em Engenharia Civil pela PUC-MG. É apaixonado por empreendedorismo e hoje trabalha em diversos projetos. É casado e seu maior empreendimento é a construção da sua família.

Você está sem conexão à internet