Concreto Armado

Tipos de concreto: 10 opções diferentes para sua obra

Existem inúmeros tipos de concreto utilizados na construção civil. Cada um possui características importantes que os tornam úteis para situações específicas.

Esta grande variedade de tipos de concreto garante que o material seja utilizado de forma econômica, prática e segura.

Em uma mesma construção é possível utilizar concretos diferentes, como nas fundações, estrutura, pisos e elementos decorativos. Em cada caso, determinadas características e propriedades são mais importantes que outras, o que faz com que os mesmos insumos que compõem o concreto sejam administrados de forma diferente.

A bom controle tecnológico do concreto torna possível a aplicação de dosagens diferentes para cada tipo de obra.

Existem obras que necessitam de um concreto mais resistente, em outras um concreto mais leve, outras obras necessitam de um concreto mais impermeável e existem situações que um concreto com baixa resistência, mas econômico é o suficiente.

Veja a seguir algumas opções que você tem para sua obra.

10 Tipos de concreto para utilizar em sua obra

1 – Concreto Simples:

10 tipos de concreto mais utilizadosO concreto simples é o material em seu estado convencional, sem a adição de armadura. O concreto simples pode ser utilizado em pequenas peças estruturais que estejam solicitadas somente à compressão, como pequenos blocos de fundação.

O concreto simples também pode ser utilizado em peças de decoração e pequenos elementos de drenagem, além de pisos, passeios e enchimentos.

2 – Concreto Ciclópico:

O concreto ciclópico é um material muito utilizado em muros de arrimo de gravidade, vigas baldrames de pequenas construções e concretagem de tubulões.

O concreto ciclópico, além dos componentes convencionais do concreto, possui a adição de pedra de mão. A quantidade de pedra de mão no concreto varia conforme o tipo de estrutura onde ele será utilizado, por exemplo, na concretagem de tubulões esta quantidade está em torno de 20 a 25%.

3 – Concreto Armado:

O concreto armado é o concreto simples adicionado de armadura, ou seja, ferragem.

A grande vantagem do concreto armado é a combinação da resistência à compressão do concreto, com a resistência à tração do aço. Isso só é possível graças à aderência entre o concreto e as barras de aço.

O concreto armado convencional é o tipo de concreto mais utilizado nas construções brasileiras.

4 – Concreto Protendido:

Dentro da lista dos principais tipos de concreto está o concreto protendido. Assim como o concreto armado, o concreto protendido também possui armação no seu interior.

A diferença é que parte desta armação é ativa, a armação ativa é composta por cordoalhas ou cabos de aço que são protendidas com auxílio de um macaco hidráulico.

A protensão favorece ainda mais o funcionamento das estruturas de concreto, pois cria condições do material funcionar boa parte de sua vida útil sob efeitos de compressão.

5 – Concreto Aparente:

O concreto aparente é um tipo de concreto que não será revestido por nenhum tipo de acabamento, como reboco ou cerâmica.

A superfície do concreto ficará exposta durante sua vida útil. Este tipo de concreto, além da função estrutural, cumpre a função estética em uma edificação. Por isso, sua superfície deve ser perfeita.

Neste caso é importante utilizar formas e desmoldantes específicos para este tipo de concreto.

6 – Concreto Leve:

A característica do concreto leve é seu baixo peso específico. Enquanto que o peso específico do concreto convencional é de 2500 kg/m³, o concreto leve pode chegar até 600 kg/m³.

Para isso, são utilizados agregados diferenciados, como o isopor, a argila expandida ou a vermiculita. Este tipo de concreto pode possuir função estrutural ou não.

7– Concreto Pesado

O concreto pesado é utilizado em construções específicas, onde a sua alta densidade possui funções de proteção ou contenção. A densidade de um concreto pesado pode variar de 2800 a 4500 kg/m³, muito acima de um concreto convencional.

Este tipo de concreto pode ser utilizado na construção de paredes de hospitais e usinas nucleares, por sua capacidade de isolar a radioatividade.

8 – Concreto de Alta Resistência Inicial:

Outro concreto que faz parte da lista dos principais tipos de concreto é o Concreto ARI, ou seja, o concreto de alta resistência inicial.

A grande característica deste concreto é sua capacidade de alcançar resistências elevadas em um curto espaço de tempo. Este concreto é muito utilizado em industrias de pré-fabricados, pois o rápido ganho de resistência permite que as peças sejam retiradas das formas de produção com rapidez.

O concreto ARI também é utilizado em estrutura de concreto protendido, onde o procedimento da protensão depende de uma certa resistência do concreto.

9 – Concreto Auto Adensável:

O concreto auto adensável é outro tipo de concreto importante para a construção civil. Sua principal característica é sua boa plasticidade, o que permite com que o material tenha um bom adensamento sem o uso de vibradores ou qualquer outro equipamento.

Este tipo de concreto é muito utilizado em estruturas com alta taxa de armaduras, em construções de parede de concreto e reforços estruturais.

10 – Micro Concreto:

O micro concreto é muito utilizado em reparo e reforço de estruturas e no reforço de paredes de alvenaria estrutural.

Dentro da classificação de micro concreto é possível encontrar diversos materiais, como o grout e algumas argamassas. A principal característica deste tipo de material é o tamanho do agregado graúdo, que se limita a um diâmetro de 9,5mm.

Outros tipos de concreto

Além dos tipos de concreto indicado acima, existem muitos outros que são classificados conforme sua produção ou características específicas. Veja uma lista abaixo dos outros tipos de concreto:

Finalizando

Além de saber quais são os principais tipos de concreto, é necessário ter consciência de qual a melhor hora de utilizá-los.

Adotar um concreto diferente em sua obra pode requerer auxílio de profissionais especialistas na tecnologia do concreto, afim de garantir que o material tenha qualidade e seja executado de maneira correta.

Caso você ainda tenha ficado com alguma dúvida ou quer colaborar com alguma experiência com lajes treliçadas, então deixe um comentário.

Você também pode compartilhar este conteúdo com seus amigos, é só utilizar uma das redes sociais abaixo.

Forte abraço.

Esse artigo foi útil para você?

Clique nas estrelas abaixo para avaliar!

Avaliação Média / 5. Total de votos:

Como você gostou deste artigo...

Siga-nos nas Redes Sociais!

mm

Eduardo Daldegan é formado em Engenharia Civil pela PUC-MG. É apaixonado por empreendedorismo e hoje trabalha em diversos projetos. É casado e seu maior empreendimento é a construção da sua família.

Você está sem conexão à internet