Projetos e Orçamento

Orçamento de Obras: Vantagens e tipos de orçamento

Um bom orçamento de obras é essencial para o sucesso de uma construção. Com o orçamento em mãos você saberá o quanto vai gastar em cada etapa de sua obra, podendo assim planejá-la com eficiência.

A elaboração de um orçamento varia conforme o tipo de obra. Cada tipo de obra possui detalhes e características únicas que um profissional capacitado sabe identificar. Alguns tipos de obras têm maior incidência de equipamentos, outros de mão de obra.

Confira abaixo uma classificação comum dos tipos de obra:

  • Obras de edificações;
  • Obras de terra;
  • Construção pesada;
  • Transporte;
  • Montagens e Instalações;
  • Reformas e decoração.

Além disso, o orçamento de obras pode variar conforme o local onde a obra estará sendo construída, período do ano que será construída, se no período seco ou chuvoso. Até mesmo a disponibilidade financeira do construtor interfere em todo o orçamento, conforme a velocidade da construção.

Vantagens de ter um bom orçamento de obras

1 – Planejar a Obra:

tipos de orçamento de obras e vantagensCom um orçamento executivo em mãos é possível planeja a obra com eficiência e definir a disponibilidade financeira necessária para cada período da obra.

Além disso, é possível planejar a quantidade necessária de mão de obra e equipamentos em cada fase. Quando não existe um orçamento é impossível que o construtor faça um bom planejamento da obra.

 

2 – Reduzir Custos:

Com uma obra bem planejada é possível reduzir custos importantes. Conciliar serviços que dependem dos mesmos equipamentos, dimensionar adequadamente as equipes de trabalho e comprar insumos de forma antecipada são exemplos de medidas que podem reduzir consideravelmente os custos de uma obra.

3 – Controlar as etapas da obra:

É possível averiguar se o que foi planejado está realmente sendo executado. Como a quantidade de materiais e serviços e o prazo planejado.

Com este acompanhamento o executor consegue prever novas realidades e evitar imprevistos, como o adiantamento ou adiamento da compra de determinados insumos ou a necessidade contratação de mão de obra.

Além disso, com este controle é possível verificar se os recursos financeiros disponíveis serão suficientes ou se haverá necessidade de recorrer a financiamentos ou empréstimos em determinado período da obra.

4 – Poder de Negociação:

Com um orçamento bem elaborado o construtor pode realizar pesquisas de preço de forma antecipada, o que cria a possibilidade da negociação.

Compras urgentes e de última hora sempre são mais caras, então é mais do que necessário para o construtor ganhar tempo hábil para pesquisar preços e negociar melhores vantagens para sua obra.

Tipos de Orçamento

Existem também diversos tipos de orçamento de obras, que variam conforme a fase do empreendimento.

1 – Avaliações:

A avaliação é o primeiro serviço realizado para verificar a viabilidade de um empreendimento. É aceitável para a avaliação uma margem de erro que varia de 20 a 30%.

Para a elaboração de uma avaliação são necessários:

  • Área de construção;
  • Padrão de acabamento;
  • Custo Unitário Básico.

2 – Estimativa:

A estimativa é o próximo passo. É realizada quando já se tem ideia de como será a obra. É aceitável para a estimativa de preço de uma obra uma margem de erro que varia de 15 a 20%.

Para a elaboração de uma estimativa são necessários:

  • Anteprojeto;
  • Preços unitários de serviços de referência;
  • Índices físicos e financeiros de obras semelhantes.

3 – Orçamento Expedito:

O orçamento expedito é realizado quando já existe um projeto arquitetônico executivo da edificação e boa parte dos serviços já estão especificados. É aceitável para a avaliação uma margem de erro que varia de 10 a 15%.

Para a elaboração de um orçamento expedito são necessários:

  • Projeto Executivo;
  • Especificações definidas;
  • Composições de preços de serviços genéricos;
  • Preços de insumos de referência.

4 – Orçamento Detalhado:

O orçamento detalhado é elaborado quanto todos os projetos executivos estão finalizados, além disso todas as especificações e serviços também estão definidas. É aceitável para um orçamento detalhado uma margem de erro que varia de 5 a 10%.

Para a elaboração de um orçamento detalhado são necessários:

  • Projeto Executivo;
  • Projetos complementares;
  • Especificações precisas;
  • Composições de preços e serviços específicos;
  • Preços de insumos de acordo com cada serviço.

5 – Orçamento Analítico:

O orçamento analítico só é possível de ser realizado quando o planejamento da obra está definido, é o orçamento mais rigoroso e próximo da realidade. É aceitável para um orçamento analítico uma margem de erro que varia de 1 a 5%.

Para a elaboração de um orçamento analítico são necessários:

  • Projeto Executivo;
  • Projetos complementares;
  • Especificações precisas;
  • Composições de preços e serviços específicos;
  • Preços de insumos de acordo com cada serviço;
  • Planejamento da obra.

Considerações Finais

Antes de começar seu empreendimento faça um bom orçamento de obras. Entre em contato com um profissional de engenharia e verifique as condições para elaborar este tipo de serviço. Uma obra bem feita começa com um bom planejamento e isso só é possível com um orçamento adequado.

Gostaria de indicar para você um bom curso de orçamento para começar sua carreira nesta área. É um curso onde você aprenderá os principais conceitos e técnicas para desenvolver um orçamento correto e assertivo. Para conhecer mais detalhes do curso é só clicar aqui.

Forte abraço.

Esse artigo foi útil para você?

Clique nas estrelas abaixo para avaliar!

Avaliação Média / 5. Total de votos:

Como você gostou deste artigo...

Siga-nos nas Redes Sociais!

mm

Eduardo Daldegan é formado em Engenharia Civil pela PUC-MG. É apaixonado por empreendedorismo e hoje trabalha em diversos projetos. É casado e seu maior empreendimento é a construção da sua família.

Você está sem conexão à internet

Curso de Orçamento de Obras na Prática