Dicas e Inovação

Lâmpadas de LED residencial: Vantagens e dicas para utilização

O uso de lâmpadas de LED residencial é cada vez maior no mercado brasileiro.

Por ser um produto com uma tecnologia relativamente nova, este tipo de lâmpada passou por um período de adequação às realidades de preço do mercado nacional.

É certo que as lâmpadas de LED ainda são um pouco mais caras que as lâmpadas incandescentes ou fluorescentes, entretanto o seu preço tornou-se muito mais atrativo nos últimos anos.

Hoje em dia, já é possível encontrar lâmpadas de LED residencial a preços acessíveis. Isso faz com que os benefícios de maior vida útil e redução do consumo de energia compensem o preço alto praticado para este tipo de lâmpada.

Entretanto, não adianta você apenas decidir ir à uma loja de materiais elétricos e sair de lá com inúmeras lâmpadas LED, é importante planejar a utilização destas lâmpadas e saber como escolher a lâmpada ideal para seu caso.

Veja neste artigo dicas para você começar a utilizar lâmpadas de LED residencial.

Vantagens das lâmpadas de LED residencial

Antes de mais nada, vale a pena destacar quais são as vantagens em se utilizar as lâmpadas de LED.

A primeira vantagem quando comparada com as lâmpadas incandescentes e fluorescentes é o tempo de vida útil. Uma lâmpada de LED pode ter vida útil de até 25 anos. Para se ter uma ideia da vantagem da lâmpada de LED veja os dados de vida útil abaixo:

  • Lâmpada incandescente: 1 mil horas;
  • Lâmpada fluorescente: 10 mil horas;
  • LED: até 50 mil horas.

dicas e vantagens das lâmpadas LED residencialOutro fator importante que leva muitas pessoas optarem pelas lâmpadas LED é a economia de energia elétrica. Quando comparada com a lâmpada incandescente a eficiência da lâmpada LED é surpreendente.

Uma lâmpada incandescente tem uma eficiência muita baixa, ou seja, da energia que ela consome 80% é dissipada na forma de calor e apenas 20% retorna em luminosidade. Enquanto as lâmpadas LED chegam a converter mais de 60% da energia consumida em luminosidade.

A economia em consumo de energia elétrica com iluminação pode chegar até a 90% quando lâmpadas incandescentes são trocadas por lâmpadas LED residencial.

Dicas para utilização

1 – Escolher a potência da lâmpada:

O primeiro ponto que pode confundir qualquer consumidor na hora de comprar uma lâmpada LED residencial é a questão da potência da lâmpada.

Todos nós estamos acostumados em comparar a potência da lâmpada com a luminosidade que ela pode produzir. O que fazemos é escolher uma lâmpada mais forte ou mais fraca, baseando a decisão na quantidade de Watt que a lâmpada possui.

Para a lâmpada incandescente quanto maior a quantidade de Watt maior será a luminosidade. Entretanto para as lâmpadas LED não funciona desta forma. Por exemplo, para uma lâmpada incandescente com 40 W de potência a equivalente em LED teria um consumo de apenas 7 W.

O que determina a quantidade de luminosidade de uma lâmpada LED é o lúmen (lm). Quanto mais iluminado você deseja que o ambiente seja, maior deverá ser o lúmen da sua lâmpada LED.

2 – Escolher a cor da lâmpada:

Outro fator importante é escolher a cor das lâmpadas LED residencial. As lâmpadas LED possuem uma infinidade de opções de cores e você pode adequá-las conforme o tipo de utilização do ambiente.

Tecnicamente a cor da lâmpada é determinada pela sua temperatura, que é medida em graus Kelvin. Uma lâmpada LED pode ter sua temperatura variando de 2.700 K a 6.000 K.

Apenas como indicação, em ambientes onde você deseja criar um clima aconchegante e propício ao descanso é ideal você utilizar a luz amarela (próxima dos 2.700 K). Agora em locais de muita atividade, como cozinha, escritórios e banheiro é interessante adotar a cor branca (próxima dos 6.000 K).

Para você comparar, uma lâmpada incandescente convencional tem uma temperatura que varia entre 2.700 K a 3.000 K.

Para não errar na hora de escolher as temperaturas corretas das lâmpadas o ideal é elaborar um projeto de iluminação residencial. Assim você se garante de não cometer erros.

3 – Verificar compatibilidade das instalações existentes:

Outro aspecto importante para não errar na hora de trocar as lâmpadas convencionais pelas lâmpadas de LED são as instalações existentes.

Caso você esteja planejando construir e ainda está na fase de projetos você não terá nenhum tipo de problemas. É só indicar para o projetista das instalações elétricas ou seu eletricista o deseja de utilizar as lâmpadas LED residencial. Assim, todas as instalações estarão compatíveis com este tipo de lâmpada.

Agora, se você pretende trocar as lâmpadas de uma edificação pronta é interessante verificar as condições de compatibilidade.

Hoje em dia já existem muitos modelos de lâmpadas LED que já são compatíveis com as boquilhas ou soquetes utilizados para lâmpadas incandescentes ou fluorescentes.

4 – Calcular a economia a ser realizada:

Para verificar se a troca das lâmpadas convencionais pelas lâmpadas de LED será mesmo compensadora, é interessante você fazer uma pequena conta do quanto você pode economizar com uma lâmpada de LED.

Por exemplo, você pode comprar uma lâmpada incandescente hoje por apenas 4 reais. Uma lâmpada de LED compatível com esta lâmpada incandescente você pode encontrar com facilidade por 50 reais.

Quando você compara a vida útil das duas lâmpadas você pode perceber o quanto a lâmpada de LED é vantajosa. Uma lâmpada incandescente deste modelo tem uma vida útil de 1 mil horas, enquanto que a de LED tem uma vida útil de 25 mil horas.

Ou seja, você precisará substituir a lâmpada incandescente 25 vezes para ter a mesma vida útil da lâmpada LED. Em uma conta simples você percebe que 25 lâmpadas incandescentes é um custo de 100 reais, o que equivale ao dobro do valor investido em uma lâmpada incandescente.

E olha que nem levamos em conta a economia no consumo de energia que poderá chegar a 80% neste caso.

5 – Planejamento para troca das lâmpadas para lâmpadas LED residencial:

Você já percebeu que a utilização das lâmpadas de LED residencial exige um investimento mais alto no início, mas o retorno ao longo dos anos é garantido.

Mas você não precisa se desesperar, a melhor forma de substituir suas lâmpadas é com um bom planejamento.

O primeiro passo é encontrar uma loja que venda as lâmpadas de LED a um preço acessível. Você poderá encontrar lojas físicas ou comprar por meio da Internet.

A vantagem da loja física é o contato direto com o vendedor e assim você pode tirar qualquer tipo de dúvida na hora. A vantagem da compra por meio da Internet é que você pode conseguir produtos mais baratos.

O segundo passo é não ter pressa em troca todas as lâmpadas de uma vez só. Você pode trocar suas lâmpadas à medida que a lâmpada convencional queimar, ou planejar a troca de pelo menos uma lâmpada ao mês.

Todos nós sabemos que em uma casa não temos uma única lâmpada. Uma coisa é comprar 1 lâmpada por 50 reais, outra é comprar de uma vez 20 lâmpadas por 50 reais.

Finalizando

Você pode perceber as inúmeras vantagens das lâmpadas de LED residencial. Agora é planejar a troca de suas lâmpadas e usufruir da economia e qualidade da iluminação.

Caso você tenha interesse em uma iluminação bem planejada e personalizada não deixe de contratar um projeto de iluminação residencial. Ou aprenda você mesmo a fazer este tipo de serviço, clique aqui e conheça um curso que te dará todas as condições de projetar uma boa iluminação residencial.

Caso queira contribuir com o conteúdo ou tirar alguma dúvida é só deixar nos comentários.

Compartilhe este artigo com seus amigos, você pode ajudar outras pessoas, é só clicar na rede social de sua preferência.

Boa sorte em sua obra.

Esse artigo foi útil para você?

Clique nas estrelas abaixo para avaliar!

Avaliação Média / 5. Total de votos:

Como você gostou deste artigo...

Siga-nos nas Redes Sociais!

mm

Eduardo Daldegan é formado em Engenharia Civil pela PUC-MG. É apaixonado por empreendedorismo e hoje trabalha em diversos projetos. É casado e seu maior empreendimento é a construção da sua família.

Você está sem conexão à internet